Palácio dos Manguinhos é exemplar precioso da arquitetura do século XIX

Sede da arquidiocese de Olinda e Recife é tesouro construído pelo francês Pierre Victor Boulitreau, que viveu no Recife de setembro de 1840 a outubro de 1882…

Saiba Mais

Conjunto de esculturas da Escola Oliveira Lima é tesouro “invisível” e esquecido

Casarão neoclássico situado na Rua Barão de São Borja é testemunha da pompa que marcou a arquitetura bancada pela classe abastada do Recife no início do século passado…

Saiba Mais

Moradia do passado, Rua São Francisco de Paula merece proteção para o futuro

Última a fazer esquina, à direita, com a Avenida Caxangá, antes da ponte do mesmo nome, a rua é quase um achado "arqueológico" numa cidade que, embora se orgulhe do seu passado, despreza e destrói suas memórias.…

Saiba Mais

Casarões preciosos abrigam Conservatório Pernambucano de Música

Construções que sediam instituição pertencente ao Governo do Estado são exemplares bem cuidados e funcionais. Um é neoclassicista e outro, purista. …

Saiba Mais

Prédio do Hotel do Parque permanece em muito bom estado

Construção do começo século XX, tem três pisos e está situada na Rua do Hospício, a metros do Teatro do Parque…

Saiba Mais

Recanto de resistência e preservação na Zona Norte do Recife

Zona Especial de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural (ZEPH), o Poço da Panela, na Zona Norte do Recife, está livre de arranha-céus, mas não deixa de ser alvo de construtoras. Mesmo protegido, tem perdido suas características.…

Saiba Mais

Sede da AMPPE é exemplo de preservação de arquitetura e história

Sede Associação do Ministério Público de Pernambuco (AMPPE) prova que imóvel antigo, se bem preservado, ajusta-se às necessidades ditadas pelos "tempos modernos" e garante charme e valor arquitetônico a empreendimentos de qualquer natureza…

Saiba Mais

Prédio da Faculdade de Direito do Recife é joia arquitetônica do centro da cidade

O prédio da Faculdade de Direito do Recife (Universidade Federal de Pernambuco), segundo informações extraídas de publicação da Fundação Joaquim Nabuco, foi construído por José de Almeida Pernambuco e ocupa uma área de 3.600 metros quadrados, no centro de uma área ajardinada. Seu projeto arquitetônico é eclético, com predominância do estilo neo-clássico e foi assinado pelo arquiteto francês Gustave Varin. O texto não aponta o período da construção, mas informa que a facul…

Saiba Mais