Antes que Suma

Restauro avança e Villa Ritinha começa a atrair eventos de arte

Por Jota | 9 de novembro de 2016

Ainda em plena restauração, o Villa Ritinha começa a atrair eventos da área cultural. No dia 17 deste mês, uma exposição de pinturas faz a pré-inauguração da galeria que a casa irá abrigar depois de plenamente recuperada.

No início deste ano, a construção foi motivo de publicação no Antes que suma.

Com exclusividade, noticiamos que o antigo sobrado de 1840 e localizado no início da Rua da Soledade passava por restauro para ser transformada em café, bar, restaurante e galeria de arte – com espaço para shows musicais, exposições de arte e lançamentos de livros.

A iniciativa é do empresário e artista alemão Klaus Meyer, que depois de ter vivido por décadas em Portugal, acabou se encantando pelo sobrado situado numa região desprezada, embora rica em história e arquitetura, na área central do Recife.

Agora, voltamos ao local para mostrar que a casa segue sendo recuperada e já começa a ser ocupada com eventos relacionados à arte.

Percorremos alguns ambientes e fizemos questão de fazer novas imagens das belezas do imóvel que reúne elementos decorativos de estilos diversos, com destaque para o art nouveau.

Leia AQUI (no Antes que suma), AQUI (Diario de Pernambuco) e também AQUI (Revista Continente) sobre o foi publicado sobre a Villa Ritinha. Houve ainda matéria no Jornal do Commercio. As reportagens foram decorrentes da publicação do AQS.

Veja AQUI informações, já divulgadas na Folha de Pernambuco, sobre a exposição. Será uma coletiva reunindo 12 artistas. Denominada “Monomito”, a mostra é organizada pelo Grupo 40.