Antes que Suma

Mais um casarão desaparece da Avenida Rosa e Silva

Por Jota | 8 de fevereiro de 2017

A Avenida Rosa e Silva que ha pouco mais um ano perdeu o seu mais antigo prédio – o sobrado onde funcionou a antiga Padaria Capela, na esquina com a Rua Amélia – continua no alto no ranking das demolições.

Agora, mais um casarão que abrigou a extinta Escola de Relações Públicas (Esurp) foi ao chão. A derrubada se deu no último domingo (05.02.17). As informações são do leitor Túlio R. Couceiro, colaborado contumaz do site.

As fotos da demolição são de Couceiro. As duas em que a casa aparece inteira foram feitas em 28 de outubro de 2016, quando já suspeitávamos que o imóvel estaria no alvo de construtoras.

Em abril do ano passado o casarão maior onde a Esurp era sediada foi demolido para dar lugar a um arranha-céu – já em construção. Acompanhamos a derrubada em pelo menos três publicações. Recordem abaixo:

NOS AFLITOS – IMÓVEL QUE SEDIOU ESURP ESTÁ SENDO DERRUBADO

SEM MEMÓRIA, SEM IDENTIDADE – DESTRUIÇÃO DE SOBRADO CONFIRMA ESCASSEZ DE DADOS SOBRE IMÓVEIS PRIVADOS E ENCERRA TRAJETÓRIA DA ESURP

FIM MELANCÓLICO

Agora, vemos o mesmo fim para o casarão vizinho que nos últimos esteve vazio e deteriorado. Lamentável constatar mais uma perda e a futura chegada de mais gigante que tomará o horizonte e contribuirá para desfigurar o bairro as Graças e aumentar trânsito, barulho, problemas na rede de esgoto e desumanizar aquela área.

A nova vítima era um sobrado com linhas europeias, varanda ampla, janelões, cercado de um imenso jardim e com grade de ferro pintada de azul. As fotos guardam o que virou pó.