Antes que Suma

Abandono rouba beleza de casa que documenta como se morava no século XX

Por Jota | 6 de setembro de 2016

O quadrilátero limitado pelas ruas do Príncipe e Bispo Cardoso Ayres e Avenidas Visconde de Suassuna e João de Barros, numa região em que Boa Vista e Santo Amaro se confundem – e confundem carteiros e moradores – reúne um acervo de construções que retrata como se morava em vários períodos dos séculos 19 e 20.

Há palacetes, sobrados e casas comuns – habitações da classe média que vivia numa área vizinha ao Centro da cidade, mas com ares bucólicos de bairro.

Alguma destas moradias permanecem funcionais. São ocupadas por empreendimentos comerciais de diversos segmentos.

Umas com linhas originais, outras agredidas por porcelanatos e cerâmicas que desfazem qualquer traço de memória. Outras, porém, seguem intactas no que diz respeito ao projeto original, mas deterioradas pela ação do tempo e do abandono.

É caso deste exemplar localizado na Rua Almeida Cunha. Não se pode afirmar que está desocupada – ha indícios de que há moradores. Mas é certo que está necessitada de restauração.

A falta de cuidado – devem existir lá inúmeras razões para isso – enconde a beleza singela da construção de primeiro andar, muro baixo, jardim, varandas, azulejos, ladrilhos e portas e janelas verdes.

almeida8almeida5almeida12almeida4almeida15almeida10almeida14almeida2almeida15