Antes que Suma

Na Rui Barbosa: beleza preservada no casarão da Justiça Eleitoral

Por Jota | 1 de setembro de 2017

Nos quilômetros que ocupa entre Parnamirim e Graças a Avenida Rui Barbosa é endereço de casarões seculares.

O acervo é formado por construções de estilos bem diferentes, mas com um traço em comum: a beleza.

Um olhar mais atento vai se deparar com exemplares de arquitetura sempre afinada com a estética.

Este, que por décadas foi sede do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, está situado nas Graças, em frente à esquina com a Rua da Amizade.

E é, como os demais, testemunha de tempos em os abastados do Recife residiam em casas que, além de moradia, serviam para demonstrar status e estilo de vida condizente com o patrimônio material.

O casarão tem dois pavimentos, terraço, escadarias, colunas, guarda-corpo adornados. Aliás adornos podem ser observados em vários pontos da fachada.

Um jardim imenso circunda toda a construção. Árvores, plantas ornamentais e gramas ajudam a formar um conjunto harmonioso.

O casarão sediou o TRE por mais de 35 anos – de 30 de abril de 1968 a 16 de dezembro de 2004, quando aconteceu a transferência do comando do órgão para Avenida Agamenon Magalhães, no antigo prédio da IBM.

O imóvel, que por anos foi conhecido como “casarão rosa” (era pintado nessa cor), ainda abriga departamentos do TRE e permanece impressionando.

Uma curiosidade: mesmo sendo apenas um sobrado, o casarão conta com elevador. Claro que se trata de adequação aos tempos atuais, que exigem acessibilidade plena dos cidadãos a prédios públicos.

Todavia, o elevador servia também para demonstrar a pompa e o poder que tanto alimentam o Judiciário.

Alguns presidentes do tribunal costumavam utilizá-lo com certa exclusividade para “desembarcar” diretamente na sala onde aconteciam as sessões.

No primeiro semestre deste ano, a casa, que é tombada, passou por um processo de restauração. Segundo informações do TRE, foi reforçado o valor histórico do imóvel.

Com o restauro, foi substituída a coberta do casarão e foram recuperadas as instalações, como o piso, a pintura, a instalação elétrica, a parte hidráulica, o forro e o revestimento.

Também foi feita a recuperação do calçamento do pátio de estacionamento, a instalação de cobertas para a proteção dos veículos do Tribunal e de uma plataforma elevatória para o acesso ao auditório no primeiro andar.

“Nós estamos também atendendo a uma determinação da legislação e cumprindo com um papel social a que o TRE se destina”, declarou ao site do Tribunal o coordenador de Engenharia e Arquitetura, Felipe Barroso, sobre a implementação da acessibilidade no prédio.

Relembre o que o Antes que suma já publicou sobre o casario da Rui Barbosa:

NAS GRAÇAS
CASARÃO QUE PASSOU POR RESTAURO PARA, SUPOSTAMENTE, SER VENDIDO OU ALUGADO VAI ABRIGAR A CASA COR 2016

Na Rui Barbosa, o palacete mais lindo, querido e instigante do Recife

Sobrado neolocolonial intacto e lindo na Rui Barbosa 

Por dentro do casarão que sedia a Casa Cor 2016

Saiba mais sobre casarões da Rui Barbosa, AQUI (Jornal do Commercio) e AQUI  (Diario de Pernambuco).

Mais sobre o bairro das Graças, nesse link AQUI (Fundação Joaquim Nabuco)