Antes que Suma

Boa Viagem: a derradeira casa da Rua dos Navegantes

Por Jota | 13 de fevereiro de 2019

Tem muro baixo com cobogó e portão de madeira, jardim com coqueiro e outras árvores altas. É quase uma ilusão, esta que deve ser a última casa da Rua dos Navegantes.

Por um segundo, a visão nos transporta para os anos 60/70, quando o bairro de Boa Viagem era ainda eminentemente residencial, com predominâncias de casas de arquitetura, digamos assim, praeira.

Porém, basta levantar a vista para se constatar que a pequena construção de térreo e dois pisos é o que chamamos de “sobrevivente”. Principalmente por estar numa das mais valorizadas vias da região mais adensada e disputada pelas construtoras.

A Navegantes, há que se destacar para quem não mora ou desconhece o Recife, é a primeira paralela da Avenida Boa Viagem, a rua que margeia a praia de mesmo nome e endereço mais caro da cidade.

Cercada de arranha-céus, a casa é um documento de um tempo em que o verbo “morar” era sinônimo de diálogo com o entorno, com a rua, com vizinhos, enfim com a cidade.

Cidade é entendida aqui como um “aglomerado populacional onde ocorrem uma série de trocas sociais, comerciais, culturais, administrativas, educacionais, entre outras, localizados em determinado espaço geográfico”  (significados.com.br).

Totalmente branca, a casa tem garagem ampla, janelões e cobogós também na fachada do segundo andar. Está muito bem preservada e habitada.

Foi “descoberta” pelo Antes que suma durante levantamento sobre os pequenos prédios que resistem na Rua dos Navegantes.

Quem sabe, ela continue a sobreviver como prova “viva” e bonita de um período mais humanizado e bucólico da agitada Zona Sul do Recife.

Quem tiver informações sobre a casa, por favor, publique nos comentários e/ou envie para antesquesuma@gmail.com.

Relembre publicações sobre Boa Viagem:

Pequenos sobreviventes resistem ao “progresso” na Rua dos Navegantes

Quatro andares art déco preservados em plena Navegantes

“Outro lado” do Oceania, o edifício do filme Aquarius

Aquarius estreia e estimula debate sobre preservação e memória afetiva

Oceania: o lindo prédio do filme Aquarius é símbolo de resistência na Zona Sul

Vazio desde 2015, Edifício Andes tem demolição como destino em Boa Viagem

Após acabar com casas, mercado dizima pequenos prédios

Leia mais sobre a ocupação urbana de Boa Viagem:

Boa Viagem: de área rua ao bairro mais verticalizado do Recife (Jornal do Commercio).