Antes que Suma

“Progresso” vai matando a Rua do Progresso e a Boa Vista: mais duas casas demolidas

Por Jota | 15 de fevereiro de 2019

A Rua do Progresso perdeu, neste início de fevereiro de 2019, mais duas casas (vizinhas), no trecho entre as ruas das Ninfas e Soledade (galeria 2).

Só temos fotos de uma das casas (veja galeria 1). Tratava-se de um imóvel de térreo e primeiro andar, com jardim repleto de árvores. Era pintado de branco, com portas e janelas verdes e foi residência até 2018.

A outra casa também tinha dois pisos e vinha há anos sendo ocupada por empreendimentos do segmento de saúde.

No terreno que se abriu, sem árvores, sem passado, sem memória, mais um arranha-céu. Uma placa já foi afixada no local, anunciando o “progresso”.

Serão 16 andares numa área em que a Boa Vista vai acumulando perdas de identidade e de história.

Há cerca de dez anos, um casarão que ficava na esquina com a Rua da Soledade foi demolido para das lugar a um estacionamento.

No trecho entre Ninfas e Gonçalves Maia o sobrado secular que foi residência e onde, entre os anos 1980 e 1990, abrigou bares que fazem parte da historia da boemia recifense está em ruínas, já sem teto e ameaçando desabar.

E mais adiante, quando o a rua já ganha o nome de Giriquiti, casas art nouveau geminadas estão também abandonadas, depredadas e ofertadas para venda.

Isso sem falar na demolição da sede do Instituto Teológico do Recife (ITER), onde está erguido o Shopping Boa Vista.

 

Geminadas da Rua do Giriquiti definham a cada dia

Sobrado que abrigou bares históricos da Boa Vista segue sob risco 

Mais estacionamentos, mais risco para casas e memória da cidade

Fachada de shopping guarda história da Teologia Libertação no Recife

Galeria 1

Galeria 2