Antes que Suma

Único chalé da diversificada Manoel Borba resiste ao “progresso”

Por Jota | 18 de dezembro de 2018

Um chalé de porta e janelas “decoradas” e terracinho com balaustrada vai escapando do “progresso” em plena Avenida Manoel Borba, na Boa Vista, bairro central do Recife.

Leia-se como “progresso” demolições e/ou agressões que transformam construções com algum valor arquitetônico e histórico em pontos comerciais uniformizados cobertos por cerâmicas e porcelanatos.

Pois bem. O chalé, tipo de moradia comum nas duas primeiras décadas do século XX, sobreviveu e embeleza e ajuda a contar a história da avenida.

Em meio a tantas perdas e modificações observadas em edificações com claro valor arquitetônico na Boa Vista, a permanência do chalé é algo a ser comemorado.

Principalmente porque ao se calcular a distância do tempo em que esse modelo de residência foi “moda”, conclui-se que, muito provavelmente, o imóvel chegou aos 100 anos.

A casa tem teto em duas águas, adornos na platibanda e em torno das janelas e da porta. Um pequeno vitral chama atenção sobre a porta.

O terraço tem piso hidráulico,  fica três degraus acima do nível da rua e é um espécie de “hall” que dá acesso à entrada do chalé.

Erguida para ser moradia, a construção hoje integra o “campus” de uma instituição de ensino profissionalizante. Abriga departamentos administrativos e raramente é vista com porta e janelas abertas.

De todo modo, a beleza das linhas arquitetônicas e os adornos está visível e merece ser apreciada. Ao passar pela Manoel Borba (no trecho entre as Ruas da Soledade e Ninfas), se deixe encantar pelo chalé “símbolo de resistência”.

Relembre publicações do Antes que suma que dialogam com este post:

Chalés: história contada em lados opostos do Capibaribe

Linda Vila Deolinda permanece sob risco na Zona Norte

Moradia do passado, Rua São Francisco de Paula merece proteção para o futuro

Sensacional chalé “escondido” na Estrada de Belém (atualizado)

Chalés ajudam a contar a história de Tejipió e do Sancho

Reveja publicações sobre imóveis que resistem na Boa Vista:

Antes que mais casas desapareçam, vá ver de perto a Rua Marques Amorim

Casarão da Condepe/Fidem encanta em esquina da Boa Vista

Casas lindas ameaçadas pelo “progresso” dos negócios da medicina

Casas testemunham passado residencial de área central do Recife

Conjunto de esculturas da Escola Oliveira Lima é tesouro “invisível” e esquecido

Necessitado de restauro, prédio de colégio municipal é riqueza azulejada do Recife

Rica em “casas-registros” do passado, Rua dos Médicis merece ser percorrida a pé