Antes que Suma

“Vila do sossego” de roupa nova e sempre impressionante

Por Jota | 28 de fevereiro de 2018

Imagens da pequena vila Santo Antônio, na Boa Vista sempre impressionam quando postadas no #sovequemvaiape, Instagram do Antes que suma.

Post sobre a vila tinha sido publicado na conta Aqs no Facebook, em novembro de 2015, antes da existência do site. E, como agora, despertou interesse de muitos leitores.

Agora, após apelos de quem segue o sovequemvaiape, a vila está aqui. A maioria das casas acaba de passar por renovação de pintura e está ainda mais atraente.

São dez edificações erguidas na década de 1940 numa viela recuada e paralela à Avenida Conde da Boa Vista e Rua do Riachuelo, no quarteirão limitado pelas Ruas do Hospício e Gervásio Pires.

Do lado direito, estão cinco imóveis térreos. Do outro, são cinco sobrados de primeiro andar.

O acesso se dá por esta última. A entrada é a mesma utilizada para se chegar a um estacionamento que foi construído no fim de 2017 num terreno imenso que existe ao lado das casas.

No texto de 2015, escrevi: “é ilha de sossego e de um modo de vida que apartamentos e condomínios verticais eliminaram nas grandes cidades. Os imóveis, com muro baixo, varanda, jardim, alguns com primeiro andar, pertencem a uma mesma família. 

Os donos são primos. Ou seja, trata-se da segunda geração de herdeiros. Eles também são proprietários de um casarão com traços art noveau (voltado para a Rua Gervásio Pires), que faz limite com a vila – os fundos da construção dão para as casas“.  Ou seja, as casas foram erguidas no quintal casarão, dispostas uma lado da outra, formando a vila.

Na época, 2015, surgiu a informação de os herdeiros estariam interessados em vender a vila e também o casarão (hoje desocupado).  Mas o negócio deveria ser fechado com um único comprador. E o sonho maior dos herdeiros é que o local fosse preservado. Quem sabe, transformado em polo de restaurantes, de artes ou serviços.

Pois bem. Mais de dois anos se passaram e os imóveis permanecem sob a propriedade da mesma família. E seguem desafiando a verticalização e a degradação do centro do Recife.

Também, ainda bem, continuam a encantar e despertar a curiosidade de muita gente.

Leia texto publicado no Facebook em 2015

QUE O FUTURO SEJA BOM! A VILA MAIS CHARMOSA DA BOA VISTA VAI DESAPARECER?
E O CASARÃO DA GERVÁSIO PIRES SERÁ PRESERVADO?

Em 2014, o Jornal do Commercio publicou matéria sobre a vila. Veja AQUI.